Quarentena: dicas para preparar seu pet para volta da rotina

Via: Petepop

Se antes uma rotina atarefada e longe de casa não permitia muitos momentos ao lado de seus pets, o isolamento social estreitou a relação dos donos com seus animais de estimação. Mas é preciso lembrar que, quando a quarentena terminar, será necessário voltar às práticas anteriores. E como cães e gatos vão reagir a isso tudo? Confira algumas dicas para preparar seu pet para a volta da rotina.

“Será preciso fazer uma readaptação entre os pets e seus tutores. Se quando começamos a quarentena a mudança na rotina e a maior permanência em casa nos obrigou a uma adequação dos espaços, nos afetou com alteração de humor e comportamento, com a nossa saída de casa também não será diferente”, explica a veterinária Luciana Pellegrino.

Para fazer essa transição da melhor forma possível, a profissional diz que o ideal é se antecipar e começar logo o treinamento junto aos pets: “Fazendo de forma gradual será muito mais fácil e menos traumático para todos.”

Acostume seu pet a uma rotina real

Com o longo período em casa, é comum que alguns hábitos tenham sofrido alterações e que o relógio da família esteja desregulado. Na medida do possível, volte a dar comida para o seu pet somente nos horários em que você costuma chegar em casa após um dia de trabalho. Tente também programar uma hora ou período para indicar que está na hora de dormir. Repetir os horários de refeições e de passeios cotidianos ajuda os animais a se adaptarem às mudanças, além de reduzir a ansiedade de separação do seu cão ou gato.

“Não devemos fazer nenhuma despedida prolongada. Quando todo mundo estiver pronto para sair, dê ao seu animal de estimação algo para ocupar o tempo dele – como um brinquedo para mastigar recheado de petiscos – e, então, simplesmente saia pela porta, assim o bichinho começa a associar sua saída como algo positivo”, explica a veterinária Luciana Pellegrino.

Crie momentos de isolamento

É importante que seu bichinho entenda que nem sempre ele terá companhia. Aos poucos, experimente fechar a porta do quarto ou do escritório em momentos de reunião, por exemplo. Escolha um período da manhã e outro da tarde em que você passe meia hora em outro ambiente, sem qualquer tipo de interação, vá aumentando este tempo no decorrer das semanas. Sem esquecer, é claro, de deixar um ambiente preparado com tudo o que seja necessário para seu cão ou gato: um ambiente enriquecido com brinquedos diferentes, água, um lugar para descansar e outro onde ele possa fazer suas necessidades.

Oferecer um brinquedo com petiscos ou esconder pequenos pedaços de petiscos no ambiente para que ele se mantenha entretido por mais tempo enquanto está sozinho também pode ser uma boa estratégia. Outra dica lúdica é esconder alguns de seus brinquedos durante alguns dias, criando um rodízio de acessórios. Isso ajuda a criar novidades para seu pet quando você os devolver e a mantê-lo distraído por mais tempo.

Horário para brincadeiras e exercício

Programe horários específicos de brincadeiras para seu gato ou cão todos os dias. Lembrando que reforçar positivamente o comportamento que você espera dele é muito importante. Você deve recompensar os bons comportamentos e ignorar os maus. Um petisco aqui e outro ali junto com elogios verbais são atitudes que podem ser muito recompensadoras e relaxantes para seu pet.

Levar seu cão para passear ou jogar um jogo interativo com seu gato antes de sair para o dia é outra estratégia calmante. Os animais de estimação costumam estar prontos para uma soneca após os exercícios, o que cria o momento perfeito para você sair.

Também é importante agendar um horário de interação calma com seu animal de estimação, onde os membros da família possam se sentar e os acariciar de maneira tranquila. “Isso pode ajudar a aumentar o vínculo que eles têm e recompensar positivamente o comportamento calmo” ensina a veterinária Luciana Pellegrino.

Sons e estímulos

Deixar a televisão e o rádio ligados ou até dar o play em algum podcast pode proporcionar aos pets algum envolvimento e distração. Existem até canais dedicados para animais de estimação, disponíveis com ruídos ou imagens para ajudar a manter nossos cães e gatos mais tranquilos. Além disso, eles podem se sentir menos sozinhos ao ouvirem o som de outras vozes humanas.

Fonte: Petepop | www.petepop.ig.com.br

Postado por: Srd.Dog

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

ARTIGOS RELACIONADOS

ROI

Return on Investment, ou Retorno de Investimento, é uma métrica que avalia o valor que uma empresa ganhou com seus investimentos em anúncios pagos. O

CRO

CRO: Conversion Rate Optimization, ou Otimização de Taxa de Conversão, é um grupo de estratégias que têm como principal objetivo otimizar e maximizar a conversão

CPA

Custo Por Aquisição (CPA), é uma das formas de fazer a cobrança de anúncios que são divulgados na internet. CPA é o modelo mais caro

Entre em Contato

Nome*

Telefone*

E-mail*